domingo, 11 de agosto de 2013

Will & Will - John Green e David Levithan

Autores: John Green e David Levithan
Editora: Galera Record
Número de páginas: 352
ISBN: 9788501093882 
Sinopse: Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.





Como um livro escrito por John Green e David Levithan pode ser ruim? OK, não é. Mas não é tão maravilhoso quanto eu esperava que fosse um livro escrito por dois autores que me encantaram muito em outros trabalhos individuais. Ou seja, a junção deles deveria ser algo fantástico. Só que não foi isso que eu li. 
Will Grayson 1 (escrito por John Green com diagramação normal) é um cara que vive por duas regras, sendo a principal delas ficar calado. Isso que esse Will Grayson é um cara cheio de opinião. Seu melhor amigo é Tiny, um gay-muito-gay que não lhe dá o devido valor mas parece que ele não liga para isso.
Will Grayson 2 (escrito por David Levithan e inteiro em letras minúsculas - o que me incomodou muito ao ler pois adoro uma diagramação perfeita) sofre depressão, só possui um amigo e parece não saber bem o que quer fazer da sua vida. Até que conhece o "outro will grayson" e Tiny.
As primeiras 150 páginas foi uma enrolação total para mim, e eu, que já tinha demorado para pegar o livro pra ler, estava com vontade de abandonar a leitura. Até que cheguei a parte em que, finalmente, os dois Will Graysons se encontram, se conhecem e param de ser tão irritantes. WG1 passa a dar mais valor a si mesmo e WG2 ao que quer. E agora WG2 também conhece Tiny que acaba lhe dando um pouco de "alegria" na vida. Mas me incomodou muito o fato de Tiny praticamente roubar a cena do livro, com seus relacionamentos, a peça que ele está produzindo sobre ele mesmo e o seu egoísmo. É como deixasse de ser "Will & Will" para ser "Tiny & Alguns Wills" ou algo do gênero. E não se dá muita importância ao que está acontecendo aos Wills sem a presença de Tiny.
É um livro que trata bem dos relacionamentos e da própria aceitação da pessoa com ela mesma, mas deixou a desejar no envolvimento do leitor. Sem falar que eu senti que estava faltando algumas páginas, algum acontecimento no final.
"Se você nunca diz a coisa mais sincera, ela nunca se torna realidade."

Avaliação: 2,8/5


Beijo,
Nic Kloss.

10 comentários:

  1. Que pena que não foi tão bom quanto esperava, eu sempre leio comentários tão positivos sobre esse livro que achei quanto não havia como não ser encantador. Que pena, mas pelo menos assim ajuda a não criar grandes expectativas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Já tinha ouvido falar do livro e pensei que seria melhor. Pena que não gostou tanto :/
    Beijo

    Marina Alessandra do blog Maior de Idade
    @mariinaale
    @maioordeidade

    ResponderExcluir
  3. Will e Will é bem aquele tipo ame ou odeie, quero muito ler para tirar minhas conclusões, minah prima leu e disse que é a coisa mais fofa, vou esperar a poeira baixar e tentar ler :)
    Beijokas, Brubs
    Livros de Cabeceira
    @IWannaRuffles

    ResponderExcluir
  4. Oi Nic!

    Que pena que não gostou. Tenho lido muitas resenhas positivas e confesso que a história me chama a atenção. Vamos ver se tenho a mesma opinião que você.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Li um monte de resenhas positivas sobre esse livro, a sua é a primeira que vejo falando o contrário. Eu tenho um pé atras com o autor pois, já me decepcionei com A culpa...

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Nic, esse é o primeiro comentário não positivo que eu leio sobre o livro. Uma pena que você não gostou.
    O que para você foi um incômodo, Tiny, para alguns leitores foi um ponto bem legal. Pelo menos foi o que eu li por ai.
    Fiquei curiosa pela temática do livro, mas nada que me faça desejá-lo para ontem, rsrsrs.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  7. 2,8 nossa nunca vi uma nota tão quebrada kkkk
    nunca li o John Green nem o David Levithan ainda. Eu vi falar que o livro era bem engraçado, mas já vi outras resenhas mais como a sua então acho que não seria uma leitura tão boa. Ao menos vou ler um do John Green sozinho antes disso.
    bjs
    felicidadeinventada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Já tinha visto esse livro, mas nunca me chamou atenção ;

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
  9. Oi (: Já tinha visto muitas vezes esse livro em outros blogs, mas nunca resenha, apenas falando do lançamento e tal, essa foi a primeira resenha que eu li e admito que fiquei um pouco decepcionada com a estória, esperava uma coisa totalmente diferente, uma pena que o livro não seja o que você esperava, espero poder ler depois, mas fiquei bem desanimada agora ): Uma ótima resenha, você foi bem sincera!

    Tem resenha nova lá no blog, quer ler?
    Desde já obrigada!

    Fallen In Me
    - MicaScarcella

    ResponderExcluir
  10. Que pena que você não gostou do livro. Acontece, nenhum livro agrada todos os leitores. Eu, por outro lado, me senti super envolvida com o livro e gostei bastante.

    ResponderExcluir